Tempo dedicado ao planejamento da sua viagem nunca é tempo desperdiçado.

1. Escolhendo o destino

Planeje um itinerário flexível e defina um orçamento, evitando gastos desnecessários.

Converse com os amigos que já estiveram no lugar, consulte agentes e guias de viagem. Estas informações são essenciais para aproveitar o máximo o destino e evitar possíveis “dores de cabeça”.

Se a viagem for de carro, utilize aplicativos de trânsito e navegação, como o Waze ou Google Maps para saber as condições das estradas, os melhores horários para viajar e evitar trechos de trânsito intenso.

2. Cuidados com a saúde

Faça um check-up médico antes de partir e certifique-se de que as suas vacinas ainda estejam válidas

Leve um kit de emergência para tratar problemas simples, com analgésicos, antitérmicos e antiácidos, pomada para picadas de insetos, descongestionante nasal, gaze, termômetro, pinça, esparadrapo e tesoura sem ponta.

Para as viagens de longa distância, é importante programar algumas paradas para comer, descansar e alongar o corpo. Procure se espreguiçar e alongar as costas e os músculos, isso ativa a circulação sanguínea e a oxigenação do cérebro (melhorando a concentração), além de aliviar dores musculares e relaxar.

3. Cuidados com a casa

Deixe as chaves com um parente ou amigo e peça a ele para visitar a casa. Antes de sair, confira se as portas e janelas estão fechadas.

Verifique se as luzes estão apagadas. Se ficarem acesas de dia, provam que a casa está vazia.

Não informe seus planos a pessoas que você acabou de conhecer. Evite falar da viagem em conversas com estranhos.

4. Fazendo as malas

Comece a fazer as malas com antecedência, evite fazer as malas um dia antes, pois será mais fácil levar roupas desnecessárias por medo de esquecer algo.

Antes de começar a fazer a mala pense no que irá levar e faça uma lista. Escolha roupas adequadas ao clima e às atividades previstas. Coloque na mala calçados confortáveis e à prova de escorregões, agasalho, óculos de sol, boné e protetor solar.

Leve carregadores de eletrônicos bivolt para câmeras, notebooks, celulares e adaptadores de tomadas.
Não deixe sacolas ou objetos soltos no carro, para ter ideia, um objeto de 2 quilos, deixado na tampa do porta-malas, se transformará em algo de 28 quilos no caso de uma batida a 100 quilômetros por hora.

5. Viajando com crianças

O banco traseiro é o único local permitido para os pequenos. Cadeirinhas e bebês-confortos são imprescindíveis até os 5 anos. Esses equipamentos reduzem em 70% o risco de lesões em crianças envolvidas em acidentes.

Para ajudar na organização, faça uma lista com tudo o que a criança vai precisar, de remédios a acessórios, e verifique a infra-estrutura do lugar que você vai visitar, para saber se há farmácia e supermercados por perto.

6. Cuidados com o carro

Faça uma boa revisão antes de pegar a estrada, verifique água, óleo e freios. Calibre os pneus 3 dias antes da viagem, para prevenir vazamentos, pneus murchos elevam o consumo de combustível. Verifique também o estepe!

No porta-malas, deve-se deixar o macaco, chave de roda, triângulo e maleta de ferramentas em local de fácil acesso. No porta-luvas, deixe os documentos do carro, além de mapas (caso seu GPS não funcione) e os números de emergência.

Regular os faróis é simples e melhora o campo de visão do motorista, além de não ofuscar a visão do motorista que vem em sentido contrário evitando acidentes.

Não carregue mais peso do que a capacidade de seu carro. O consumo será maior e irá acarretar um desgaste da suspensão, dos freios e dos pneus. Cada 50kg a mais equivalem a 1% de aumento no consumo.

7. Faça um checklist

A bagagem depende principalmente do destino, da época do ano e da finalidade da viagem.

Faça uma lista com todos os itens necessários (vestuário, higiene pessoal, roupa íntima, kit primeiros socorros, lista dos documentos de que vai precisa, etc.) e verifique se não esqueceu nada.

8. Dicas para a praia

O sol e a água são os maiores atrativos do verão. Eles se relacionam à ideia de saúde e diversão. Só que sem planejamento, podem se tornar responsáveis pelo aumento estatístico de casos de desidratação, insolação, afogamentos e traumatismos. Para diminuir essas ocorrências, é preciso seguir regras simples.

RISCOS DA ATIVIDADE
No mar, represas e rios
• não entre na água sem conhecer bem o local;
• cuidado com correntezas, buracos ou pedras e tocos submersos;
• atenção para animais aquáticos como águas vivas, moréias e ouriços;
• fique longe de embarcações motorizadas.
Nas piscinas e lagoas
• preste atenção na profundidade antes de mergulhar,
• cuidado com banhistas distraídos;
• atenção para pisos escorregadios, materiais de vidro ou cortantes;
• analise as condições de limpeza e de banho da água.
Exposição ao sol
• crianças e adultos devem se expor ao sol somente até as 10 horas e após as 16 horas;
• use sempre protetor solar;
• mantenha-se hidratado.

DICAS DE SEGURANÇA
• informar-se sobre a presença de guardas salva-vidas;
• não ingerir a água, por mais limpa que aparente;
• sair a passeio somente em embarcações com licenças e equipamentos de segurança (bóias , coletes salva-vidas, equipamentos de primeiros socorros);
• certificar-se da competência e experiência de fornecedores de passeios, tais como: vôos em pára-quedas, banana boat, jet sky, parapente;
• ter à mão antialérgicos para uso no caso de picadas de mosquitos e outros insetos ou animais;
• nunca deixar crianças desacompanhadas;
• não entrar na água alcoolizado, pois os reflexos diminuem e os riscos aumentam.

9. Dicas para o campo

O campo e as montanhas são opções para quem busca temperaturas mais amenas e atividades de aventura. Nestes casos, o planejamento também é importante.

RISCOS DA ATIVIDADE
• cuidado com animais peçonhentos, como aranhas, cobras e insetos;
• não se apóie ou encoste em árvores sem verificar antes se elas estão firmes e saudáveis e se não há animais como taturanas e aranhas em seu tronco;
• verifique a condição do tempo. Uma tempestade no topo da montanha pode provocar uma enxurrada em rios e cachoeiras;
• hipotermia; ao cair da noite a temperatura também cai;
• quedas e torções são em geral provocadas pelo uso de calçados inadequados.

DICAS DE SEGURANÇA
• antes de sair identifique o posto de controle da região;
• estude e aprenda sobre a região. Em caminhadas e trilhas, dê preferência ao acompanhamento de guias habilitados;
• não saia sem equipamentos adequados como bússolas, calçados próprios, agasalhos e estojo de primeiros socorros;
• esteja sempre bem alimentado e hidratado, com roupas adequadas e não leve bebidas alcoólicas;
• em passeios e excursões, verifique a seriedade e conhecimento do fornecedor;
• sempre avise a alguém qual será o roteiro do seu passeio e o horário previsto de retorno.
Esperamos que o conteúdo tenha ajudado, fique à vontade para dar sugestões de temas que gostaria de ver publicado em nosso blog.

Link de acompanhamento: http://portal.dpk.com.br/index.php/2018/01/03/9-dicas-para-planejar-sua-viagem-de-ferias/trackback/

Comentar:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *